Reflexões

Se der medo, vai com medo mesmo

DCIM101GOPRO

 

Hoje percebi que não tenho mais medo de nada, tomando um expresso de manhã, após acordar atrasada porque sem querer desliguei o despertador do celular, sair correndo com a mochila toda aberta pra fazer checkout de um hostel e checkin em outro, antes de ir pro ponto de encontro do barco onde eu faria 3 mergulhos em naufrágios, parei pra tomar o expresso no caminho e acordar direito, e não senti frio na barriga de mergulhar…

Sim, eu tinha medo de mergulhar, e pra falar a verdade, mergulhar, assim como esquiar, nunca me atraiu muito, mas há um ano atrás, do nada, resolvi entrar num curso e tirar a certificação PADI open water, e no mar em Paraty na hora do checkout deu medo. E um mês depois eu estava com a mesma turma da escola embarcando pra Noronha pra uma semana de mergulhos. Deu medo.

Deu medo porque era tudo muito novo pra mim, por que tenho problema pra equalizar a pressão nos ouvidos e enquanto todo mundo desce em 3 minutos eu desço em 12… deu medo porque ainda to aprendendo, tinha medo de pular a parada de segurança, de tudo.

Mas hoje, apesar de estar completamente sozinha, nas Filipinas, numa agência x sem referências, sem nenhum conhecido pra segurar minha mão enquanto eu lentamente equalizo, hoje não senti medo. E mesmo assim, chegou uma mensagem de encorajamento por direct do instagram: “Lembre-se de respirar e soltar todo ar enquanto sobe”, obrigada Fabi, que convivi apenas há um ano atrás em Noronha, mas que hoje nos conectamos semanalmente através do insta mesmo, nesta grande jornada que é o auto-conhecimento. Como li num livro do Prem Baba, cada um buscando sua consciência chegamos em uma consciência coletiva. Awaken love!

Eu também morria de medo de montanha russa, só porque o único parque que eu conhecia era o Hopi Hari, e uma vez dei uma semi-desmaiada na queda livre do elevador (vergonha), mas precisava encarar umas montanhas russas e tinha o sonho de conhecer a Disney, então esta foi a primeira viagem do meu sabático: Orlando. Encarei todas as montanhas russas dos parques da disney, bush gardens, see world, universal, algumas até na primeira fileira quando meus amigos, que carinhosamente chamamos de “pepes”, topavam, algumas até repeti… pronto! Medo vencido! E alguns meses depois, após Burning Man e umas 24h de loucura em Los Angeles, encarei de novo as montanhas russas do Six Flags, aluguei um carro, dirigi até lá sozinha e passei o dia sozinha no parque berrando em cada brinquedo.

Ainda refletindo sobre medo e coragem, lembro que fui super acolhida no Natal por brasileiros que vivem na Austrália, e contando meus relatos do sabático, alguém me falou: que coragem a sua! Cara, você largou tudo no Brasil pra começar do zero na Austrália, que coragem a SUA. Coragem  é deixar pra trás amigos, família, carreira e mudar pro outro lado do mundo, às vezes pra um cargo inferior ao que tinha no Brasil, ou ir trabalhar nos chamados “second jobs” na Austrália buscando ter qualidade de vida e contato com a natureza. “Second” job pra quem? Pra mim, se você tem a possibilidade de surfar de manhã, trabalhar algumas horas por dia, pegar praia fim do dia, pagar preços justos por um bom apartamento e uma boa refeição, viajar, ser feliz…talvez o conceito de “second” job seja porque eles colocam a vida em primeiro lugar, e o trabalho em segundo, e na loucura de São Paulo quantos não colocam o trabalho em primeiro lugar e saem de casa ainda no escuro, voltam 13 horas depois no escuro de novo, comem comida congelada, trabalham de final de semana, não tem tempo….mas este papo de carreira deixamos pra outro momento.

Voltando ao medo,  lembro que a última vez que tive muito medo mesmo foi antes de embarcar pra Índia, fui tão desplanejada que nem sabia o que fazer em Delhi, e dias antes do embarque resolvi pesquisar,  li blogs e relatos que me aterrorizaram sobre mulheres sozinhas na Índia, casos de estupro, assédio, perigos desvelados de uma cultura reprimida. Mas eu fui com medo mesmo. E em um jantar com amigas dias antes, que estávamos falando desse medo todo, a Fer minha amiga conhecia alguém que conhecia alguém que conhecia o Junico do vemcomigoparaindia, aí pronto, né? Ele foi meu guia no meu primeiro dia em Delhi, e logo vi que não era todo aquele perigo, e tomei coragem pra ficar sozinha em tantas outras cidades naquele país maravilhoso que voltarei em fevereiro.  Sim, os homens te encaram, mas se posiciona, mulher,  e pronto. Sim, passei perrengue, voltando de um jantar com uma amiga a noite em Pushkar fomos seguidas por dois caras mas o medo e a coragem nos fizeram correr feito maratonistas e chegamos na nossa guesthouse salvas, apesar de eles terem corrido atrás.

Agora acho que pra vencer todos os medos mesmo falta um bungee jump, e já que cortei a Nova Zelândia do roteiro (porque de vez em quando a gente tem que olhar pro budget sim), busco opções de bungee jumps daqueles nonsense em outros países, aceito sugestões!

E se der medo, vai com medo mesmo.

5 comentários em “Se der medo, vai com medo mesmo”

  1. Ma, que linda! Acabei lendo este post e o debaixo, e como amiga e quem te quer bem, só posso me orgulhar do seu caminho e da sua busca, e também sentir que pude ajudar quando precisou. Sua com alma, com fé e com café (dãrrrr… rimou rs). Seu caminho é só seu e que orgulho eu sinto de ver você sincronizando cada vez mais com ele. Um beijo grande!

    Curtir

    1. Oi Fê! obrigada por fazer parte da minha jornada, não apenas a jornada sabática, mas desde cada café com inspiração na firma! obrigada por me acompanhar aqui também! beijos!!

      Curtir

  2. Ma, que linda! Acabei lendo este post e o debaixo, e como amiga e quem te quer bem, só posso me orgulhar do seu caminho e da sua busca, e também de sentir que pude ajudar quando precisou. Siga com alma, com fé e com café (dãrrrr… rimou rs). Seu caminho é só seu e que orgulho eu sinto de ver você sincronizando cada vez mais com ele. Um beijo grande!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s