Filipinas, Roteiros de viagem

Filipinas, grata surpresa!

filipinas

Passei quase um mês nas Filipinas em janeiro, e esta viagem não estava nada planejada no início do sabático…o plano era passar janeiro na Indonésia, apesar de muitos blogs falarem que janeiro lá não é o ideal pelas chuvas, mas eu ia encarar Indonésia mesmo assim, não fosse o vulcão Agung em Bali que entrou em erupção em dezembro e eu estava insegura de comprar a  passagem sem saber se o aeroporto estaria aberto…enfim…não arrisquei, mudei a rota e Filipinas acabou sendo uma grata surpresa!

Comecei meu roteiro pela Ilha de Palawan onde está El Nido e Coron. Eu pousei em Manila (capital), dormi uma noite em um hotel em frente ao aeroporto e dia seguinte peguei um voo para Coron, onde me hospedei no Coron Guapos Guesthouse que recomendo pela boa localização e preço (US$ 6 o quarto compartilhado), mas em Coron não há praia, é apenas uma vilazinha de onde saem os passeios de barco. A praia mais perto é a Kabo Beach que dá pra ir de tuk tuk, porém euzinha adoro um trekking então fui andando (12 km ida e volta) e na volta ainda parei nas águas termais  Manquit Hot Springs, mas esta praia não é paradisíaca, tá? Se tiver restrição de tempo Kabo Beach é dispensável. Fui mesmo (e fui 3 vezes) porque acabei passando uma semana em Coron esperando amigos irem e virem, e ainda mergulhei em Coron em 2 naufrágios (US$ 57) que gostei muito!

Vamos aos passeios: fiz 2 passeios de barco em Coron (US$ 25 cada), várias agências oferecem os mesmos, mas se conseguir se juntar com no mínimo 3 amigos já vale mais fretar um barco pra fazer a mesma tour fugindo dos horários de pico! O primeiro deles chamam de “Ultimate” passando pelas Twin Lagoons, Kayangan Lake, Atwayanbeach e Barracuda Lake, este passa pelos lugares mais paradisíacos, lagoas de água transparente no meio do mar, visibilidade de 30 metros (!!!), caiaque…o outro que fiz chama “Escapade”, que vai a 3 praias paradisíacas e mais distantes (Banana, Bulog e Malcapuya).

Na vila de Coron, pra comer, recomendo o Brujitas (mara, fui quase toda noite) e o bowl de salada do Buzz Express, cervejinha com música no Kuridas, sorvetinho no Pedro’s Gelato, pãozinho mara e baratenho na Julie’s Bakery e para ver o pôr-do-sol, vale a pena enfrentar os 700 degraus do Mont Tapyas!

De lá, segui para El Nido de balsa, na speed ferry que levou 4 horas e tinha ar condicionado e poltrona confortável (US$ 30), e lá não me hospedei na vila central, mas sim na estrada pertinho de Cabanas Beach, com 10 minutinhos de caminhada até a praia, e esta sim era uma praia linda, com bons restaurantes e pôr-do-sol maravilhoso! Em El Nido as agências oferecem 4 tours de barco, do A ao D, o pessoal recomenda mais fazer o A e o C, e eu optei em fazer apenas o A e curtir a praia de Las Cabanas nos outros dias. O Tour A custou US$ 22 e passa pela Small Lagoon, Big Lagoon, Shimizu Island, Secret Lagoon e Commando Beach…gente…é muito lindo maravilhoso !!! Dá pra ver corais lindos de snorkeling e dar uma voltinha de caiaque.

Em resumo, se estiver com o tempo curto dá pra dedicar 7 dias a Palawan, sendo 2 dias de tour em Coron, 2 dias de tour em El Nido e 1 dia para cada deslocamento, pois tudo lá demoraaaaa, inclusive os trajetos de tuk tuk até a balsa ou o aeroporto.

Para sair de El Nido peguei um avião, algumas cias áreas operam voos locais nas Filipinas, como a Air Swift, a Cebu Airlines e a Air Juan. Eu peguei um vôo pra Boracay, mas gente, dos 3 grandes destinos que fui: Palawan (com El Nido e Coron), Boracay e a Cebu, o que eu cortaria se tivesse menos tempo seria Boracay… Boracay não tem passeios de barco, mas é o paraíso pro Kite Surf (inclusive oferecem cursos), mas não sou praticante, então fiquei mais curtindo as praias White Beach e Diniwid que são de areia fina branca e água transparente (lindas), pôr-do-sol em Diniwid, drinks no Aplaya emendados de balada  na Epic. Mas apesar de linda, Boracay já é uma cidade maior, cheia, com resorts e restaurantes mais caros, lojas, movimento…em resumo, uma cidade que tem Mc Donnalds e Starbucks, então dá pra imaginar né? Pra mim, pra curtir o fim de semana (e as baladenhassss com paquera) foi mais que suficiente! E de lá peguei outro voo pra ilha de Cebu!

Em Cebu, não conheci muito da cidade, do aeroporto já rachei um taxi com umas meninas que conheci e segui pra praia de Moalboal, mas tem ônibus direto pra lá também. Moalboal é vilinha, tranquila, restaurantes pequenos, drinks no Chilli Bar a noite emendados de Karaokê, desses lugares mais tranquilos que tanto amo. Pra chegar na White Beach precisa de uma motinha ou moto taxi, e para se hospedar, dá pra ficar bem central perto dos restaurantes, ou se isolar um pouco mais nas pousadas de Turtle Bay, foi o que eu fiz e amei! Me hospedei no Teobas Homestay (US$ 28 o chalé) que são chalés de frente a uma praia particular com uma barreira enorme de corais pra fazer snorkeling o dia todo e receber visitas das tartarugas no pôr-do-sol (mara!!!).  Em Moalboal também fiz mergulho na Pescador Island (US$25) e visitei uma cachoeira lynda que chama Kawasan Falls, podendo ir apenas nela conhecer ou fazer o passeio de Canyoneering com guia, uma trilha que passa em várias cachoeiras até chegar lá.

Na ilha de Cebu também existem outros lugares incríveis pra visitar, como Bohol, Oslob (onde estão os tubarões baleia), Siargao e Malapascua, porém eu acabei ficando 7 dias direto em Moalboal mesmo…coisas do coração…de repente estes romances surgem, fazer o que? Enjoy the journey!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s