Reflexões

6 meses de Ásia!

IMG_6928

6 meses de Ásia completo hoje, dia 04 de outubro de 2017 eu chegava na Índia pra esta jornada de Ásia que duraria 6 meses, já cheguei com a passagem de volta comprada pro Brasil dia 04 de abril…porém, há 2 meses atrás mudei a rota e a passagem de volta para junho…

6 meses já se passaram! 6 intensos meses em 5 países asiáticos, com uma escapadinha de 15 dias pra Austrália bem no terceiro mês.

6 meses vivendo as mais diferentes culturas e religiões, visitando templos budistas, hinduístas, jainistas, mesquitas, comendo o melhor Palak Paneer na Índia e sofrendo pra achar algo vegetariano nas Filipinas…6 meses passando de hostel em hostel, divindindo quarto com holandeses, alemães, americanos, chilenos, franceses, recebendo sorrisos pela rua… Mingalabar! Namastê!

Peço informação e o que mais escuto é “i don’t know”, não importa o país … escutei mais “i don’t  know” aqui do que em todas as aulas de inglês somadas da minha vida!

A Ásia me entrega tanto, tanto aprendizado, cultura, sabores, sentimentos, até uma tatuagem que me surgiu na cabeça na noite de Mahashivaratri, entoando mantras pra Shiva e que o tatuador em Rishikesh, na Índia soube traduzir tão bem em uma mandala com a flor de lótus, o sol e a lua.

Sento no sofá do hostel em Myanmar com meu amigo lady boy da recepção, bed bugs atacam meu braço, já estou acostumada, cada lugar eh um inseto diferente. A comunicação é difícil… mas o sorriso e mímica resolvem, pelo que entendi, eu ajudei ele a escolher um filhote de cachorro pela internet. O bichinho deve chegar amanhã.

Fiz tantos amigos aqui! Saudades de cada um! A lista de contatos no celular se expande “Heleanna Barcelona”, “Cindy Paris”, “Tom Londres” e um monte de gente me oferecendo estadia quando eu for pra Europa. Faço um FaceTime com alguém especial nas Filipinas, saudades e coração apertado, troco msgs com as amigas na Índia, mais gente em comum que se conheceu por lá, este mundo é enorme e bem pequenininho.

Cheiro de sardinha frita no andar de baixo, sigo há 7 dias na mesma praia no Myanmar, Ngapali, acabei ficando mais aqui pois outros destinos que eu ia estão inseguros por ataques raciais, enjoa a mesma comida por 7 dias seguidos, tentei um jejum hoje pra limpeza do corpo, não consegui. Também não é o momento, estou no meio de um processo com Yoni Eggs, ando nostálgica, reclusa, trabalhando vários sentimentos.

Mas pelo menos estou na praia, posso usar short e biquíni, não preciso mais cobrir ombros e pernas em um país hindu. Faz um calor!!

Ásia… a internet falha, dependo do wifi do hostel que não é bom, queria tanto fazer meu IR! Querer não queria, mas preciso… quem sabe semana que vem no Nepal. Falando em Nepal, a comunicação por whatsapp torna-se impossível com o guia que me levará ao Everest, melhor resolver por lá, com mímica…

Ásia…amanhã tenho um ônibus de 14 horas pra próxima cidade, lembro-me de cada trem, ônibus e tuk tuk que tomei, achei que eu ia morrer esmagada no trem no Sri Lanka, mas sobrevivi, e quando peguei o metrô vazio e com ar bombando na Malásia? Luxo e glamour! Na Índia os trens foram os mais longos, chegando a 15 horas, mas fui dormindo na caminha.

São 19h e os mosquitos atacam, melhor entrar, no quarto, sem wifi, volto ao livro “Half the Sky” e o choque sobre o tráfico sexual de tantas mulheres no mundo, principalmente aqui, na Ásia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s